Dieta mediterrânea perca até 5 quilos por mês, veja como funciona

Dieta mediterrânea, perca até 5 quilos por mês com saúde e sem muitas restrições, conheça agora a dieta que vai te fazer emagrecer de verdade!

Dieta mediterrânea

Dieta mediterrânea

Se você está em busca de uma dieta que traga benefícios para o coração e diminua os riscos de doença como a diabete, colesterol alto e a hipertensão, saiba que a dieta mediterrânea é a melhor opção.

A dieta, que como o próprio nome revela nasceu em terras mediterrâneas, engloba práticas saudáveis que prometem a perda de peso com saúde. O povo mediterrâneo apresenta baixo índice de doenças cardíacas, obesidade e doenças relacionadas ao sobrepeso. Por isso, este modelo de alimentação possui muitos adeptos em todo o mundo.

Se a alimentação da dieta for seguida à risca, a ingestão de calorias é menor e o corpo elimina as toxinas, a partir da digestão.

Para os resultados serem mais eficazes, deve-se aliar a dieta a prática diária de exercícios físicos leves. É possível perder até 5 quilos por mês com esses novos hábitos.

Como funciona a dieta mediterrânea

A primeira coisa a se fazer quando se opta pela dieta mediterrânea é um corte drástico da alimentação de alimentos industrializados, que exclui do cardápio excesso de sal, açúcar, gorduras saturadas e aditivos químicos. Nesta dieta, a escolha deve sempre ser por alimentos in natura e frescos.

dieta mediterrânea-emagrece

A principal fonte de proteína da dieta é o peixe. Contudo, não é qualquer peixe, sendo os mais indicados aqueles ricos em ômega-3 como o salmão, sardinha, tilápia e atum. O preparo deve ser grelhado ou no forno.

O frango sem pele e a carne vermelha magra também fazem parte da alimentação da dieta mediterrânea, mas devem ser consumidas com moderação.

Os vegetais devem ser cozidos no vapor ou consumidos crus, pois dessa forma as propriedades nutricionais não são perdidas.

O tomate é um vegetal muito valorizado pelo porro mediterrâneo e por este motivo sempre compõe os pratos da dieta.

Para a hora que der vontade de comer um doce, as frutas devem substituir as sobremesas e fazer parte dos lanches intercalados das refeições.

Para o tempero das saladas, o azeite extra virgem deve ser usado com moderação. Apenas duas colheres de sopa por dia é necessário para dar sabor aos alimentos.

Outro alimento importantíssimo para a dieta mediterrânea são os grãos integrais e castanhas. Isto porque, os grãos integrais, como lentilha, grão de bico, soja, feijões e entre outros, além de serem proteínas vegetais causam sensação de saciedade e são fibras muito benéficas ao organismo.

Já as castanhas, como nozes, amêndoas, castanha-do-pará, macadâmia e etc, são gorduras boas e controlam os níveis de colesterol. As castanhas podem ser consumidas sozinhas ou como um mix nos lanches.

A dieta inclui ainda os lacticínios magros, como leite desnatado, iogurte natural e grego e queijos brancos.

Para completar o cardápio, é recomendado que o praticante tome diariamente, acompanhando o almoço ou jantar, uma taça de vinho tinto ou suco integral de uva, que são ricos em resveratol e polifenóis, que são substâncias, que se consumida com moderação, trazem benefícios ao sistema cardiovascular. Além disso, essas substâncias são antioxidantes, ou seja, combatem os radicais livres que causam o envelhecimento.

[impulsosocial]

Desafio conseguir RESULTADO de 1 ano de academia!  Em 8 semanas - Inscreva-se 

Sérgio Ramos

Formado em pedagogia, especialista em reeducação alimentar, blogueiro apaixonado por marketing digital.

Website: http://receitasmilagrosas.com

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *